Socorro Landim |

Foi realizada no dia 14, no Auditório do Premen Norte, a aula inaugural do Programa Certific-PI, implantado pelos técnicos da Seduc com a proposta de certificar profissionais que há anos já possuem experiência profissional e já estejam ou não inseridos no mercado de trabalho.

Através de notícias nos portais e nas redes sociais, o paulista Marcelo de Oliveira tomou conhecimento do  edital no  site da Seduc e decidiu fazer parte da certificação. Segundo ele, trabalhava na área de engenharia de televisão nos Estados Unidos e retornou ao Brasil para adquirir uma certificação.

“Tenho 08 anos de experiência na área do sistema de telecomunicação no estado de São Paulo e essa certificação pra mim é um passo para ingressar na Universidade  na  área. Estou achando o processo bastante claro e objetivo. Essa é a primeira vez que estou vindo ao Piauí e para atingir meu objetivo ainda terei que vir mais vezes para a Prova Teórica e Prova Prática.

Como a certificação é uma coisa muito importante tudo isso está valendo a pena”, frisou Marcelo.Durante a aula, os participantes do Programa tiveram a oportunidade interagir com a Doutora Rochelly Ribeiro, que proferiu Palestra sobre Experiências Laborais: Reflexões acerca das Profissões e além  disso receberam todas orientações sobre o cronograma de atividades e os possíveis temas que podem ser abordados nas avaliações teóricas e práticas. Para adquirir o certificado, os candidatos terão que realizar uma entrevista individual com psicólogos e assistentes sociais da Seduc, realizar um prova teórica e uma prova prática, que serão avaliadas por profissionais qualificados e com larga experiência na área de Sistema de Telecomunicação.

Nessa primeira etapa do Programa, 77 trabalhadores se inscreveram nas áreas de Cabista de Sistema de Telecomunicações, Instalador e Reparador de Equipamentos em Transmissão em Telefonia, Instalador e Reparador de Linhas de Telecomunicação; Instalador e Reparador de Redes, Cabos e Equipamentos Telefônicos.

O objetivo do Programa é reconhecer o profissional através da experiência adquirida ao longo da sua vida, dando oportunidade a pessoas, a partir de 18 anos, inseridos ou não no mercado de trabalho, que buscam reconhecimento das habilidades adquiridas na área em que atuam. Assim, aquele trabalhador que exerce uma função, sem um curso ou certificado específico, com o Certific-PI vai poder adquirir formalmente o certificado.

O programa será ampliado no próximo semestre, com a oferta de certificação nas áreas de mestre de obras, eletricista e técnico em informática. Além de inseridos no mercado, os beneficiados com o programa também poderão concluir concomitantemente os estudos pela EJA (Educação de Jovens e Adultos).

 

Artigos Relacionados
Leia mais em SINTTELPI

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Veja também

O trabalhador paga a conta do patrão no Piauí

POR ANUCHA MELO “Em 16 anos de Ministério Público do Trabalho (MPT), nunca havia me depara…