A demissão do sindicalista e funcionário da Oi Vanderley Nunes Rodrigues é perseguição devido à sua atuação combativa em Goiás

A Federação Interestadual dos Trabalhadores e Pesquisadores em Serviços de Telecomunicações – Fitratelp e os sindicatos filiados manifestam seu veemente repúdio contra a demissão, no dia 11 de janeiro de 2019, do sindicalista e dirigente nacional da Fitratelp Vanderley Nunes Rodrigues, funcionário da Oi há 31 anos no Estado de Goiás. A decisão da Oi é uma ação deliberada contra os trabalhadores, bem como visa enfraquecer o grupo de oposição à atual diretoria do Sinttel-GO.

Não há dúvida de que a demissão do sindicalista é uma ação articulada para intimidar os trabalhadores e enfraquecer a luta diária da categoria por melhores salários e condições de trabalho no Estado. Mas, o desfecho desse processo certamente será o fortalecimento do movimento dos companheiros e companheiras por dignidade e justiça nas relações trabalhistas.

Nos últimos anos, o companheiro Vanderley Nunes Rodrigues liderou o grupo oposicionista para retirar o Sinttel-GO das mãos de dirigentes pelegos, que se utilizam do sindicato como mecanismo para alcançarem seus objetivos pessoais. Mais grave, esta prática desprezível ocorre com as bênçãos da federação a qual o Sinttel-GO se encontra filiado.

Mesmo sofrendo perseguições implacáveis dos seus opositores, Vanderley Nunes Rodrigues manteve-se firme ao lado dos trabalhadores de telecomunicações e teleatendimeto de Goiás e do Brasil. Esta postura é uma clara demonstração do seu compromisso com a classe trabalhadora brasileira, que vem sofrendo fortes ataques do Governo Bolsonaro.

Finalmente, a Fitratelp e sindicatos filiados exigem da Oi a imediata readmissão do dirigente sindical e todos os esclarecimentos sobre o caso, bem como manifestam solidariedade e apoio irrestrito ao companheiro demitido.  Caso a Oi não reveja imediatamente sua decisão, tomaremos todas as medidas legais cabíveis para reparar este ato ilegal e imoral da empresa.

Artigos Relacionados
Leia mais em FITRATELP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Veja também

Carnaval de luta marcará 8 de março das mulheres em Brasília

Batuques, palavras de ordem, resistência e escracho à política de ódio às mulheres darão o…