Após mais de três horas de audiência onde as partes, FITRATELP e TELEFONICA/GVT, apresentaram seus argumentos e defenderam suas teses o VicePresidente do Tribunal Superior do Trabalho, Ministro Ives Gandra Martins Filho, formulou e apresentou uma proposta de acordo que, no entendimento do tribunal, fosse possível de ser apreciada pela empresa e pelos trabalhadores.

Desta feita o SINTTEL-DF vem esclarecer alguns pontos quanto a audiência:

Diante do posicionamento do Ministro, os representantes da empresa solicitaram prazo para “reavaliações internas” quanto aos itens econômicofinanceiros, devido a alteração da proposta original da TELEFONICA/GVT no tocante ao reajuste dos benefícios;
A Comissão de Negociação Nacional da FITRATELP fica aguardando a manifestação da empresa para a realização da reunião com vistas a continuidade das tratativas acerca da proposta do Ministro Ives Gandra;
Caso exista concordância da empresa com os termos propostos, segundo o Ministro Ives Gandra, os sindicatos da FITRATELP deverão submeter a proposta à deliberação na assembleia dos trabalhadores;
Quanto a configuração da proposta, no entendimento do SINTTEL-DF, a grande conquista, talvez a única, por parte dos trabalhadores, tenha sido o reajuste de no mínimo 9,88% (INPC) nos benefícios para todos os empregados, evitando assim o congelamento e a perda do poder aquisitivo dos mesmos. Porém, cabe destacar que, caso a mesma se concretize, ela representa uma importante vitória na nossa luta e um basta na a letargia da empresa e na leniência de “alguns sindicatos” que se auto intitulam “a maioria”;
Por enquanto, até a conclusão do dissídio no TST, seguem as ações ajuizadas anteriormente pelo SINTTEL-DF nas instâncias inferiores.

Artigos Relacionados
Leia mais em DESTAQUES

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Veja também

Países da União Europeia aprovam reforma de direitos autorais

Os países integrantes da União Europeia (UE) deram hoje (15) sinal verde a um pacote de re…