A TIM anunciou na noite desta terça, dia 5, praticamente junto ao comunicado da saída do presidente Andrea Mangoni, os resultados de 2012. Os números não são ruins.

Do ponto de vista operacional, a operadora cresceu 6,3 milhões de clientes no ano, fechando dezembro com pouco mais de 70 milhões de assinantes. Houve, contudo, um aumento significativo das desconexões no final do ano, totalizando 9 milhões de clientes no último trimestre, o que se deve a uma política mais austera de tratamento da base pré-paga e às limitações de venda impostas pela Anatel. A base pré-paga ficou em 59,6 milhões de clientes e a base pós-paga, em 10,7 milhões (dos quais 1,2 milhão de acessos M2M e 827 mil de banda larga móvel).

A empresa destaca a melhoria em alguns indicadores de performance e qualidade. Entre eles a ampliação em 30% da capacidade de voz, 192% da capacidade de dados e 35% das conexões de antenas com fibras. O backhaul da operadora em fibra é hoje de 39 mil km. O total de cidades com cobertura 3G chegou a 224 municípios.

Em termos de minutos de uso (MOU), a TIM registrou 150 minutos por usuário no final do ano, dos quais impressionantes 139 minutos de tráfego sainte. A TIM tem também 21 milhões de clientes que utilizam o serviço de dados.

O serviço TIM Fiber cobria, em dezembro, 4,2 mil edifícios conectados no Rio e em São Paulo e tinha 10 mil usuários em funcionamento.

Finanças

Do ponto de vista financeiro, a TIM registrou aumento de 12% no ano na receita bruta (R$ 27,7 bilhões) e quase 10% na receita líquida (R$ 18,7 bilhões). Cresceram as receitas com interconexão (3%, para R$ 3,9 bilhões), longa distância (1,2%, para R$ 3,2 bilhões), assinatura e utilização (8%, para R$ 11 bilhões) e VAS (39,1%, para R$ 4,4 bilhões).

Em relação ao EBITDA, o resultado anual foi de R$ 5 bilhões, um aumento de 7,6% em relação a 2011, mas a margem EBITDA caiu um pouco, para 26,7%, contra 27,3% no ano anterior. O lucro líquido da empresa no ano foi de R$ 1,5 bilhão, um aumento de 17,4% no ano. No ano, a empresa reportou investimentos de R$ 3,38 bilhões, um aumento anual de 11,9%, dos quais 93% em infraestrutura.

Hoje, a TIM tem um quadro de dívida bruta de R$ 4,28 bilhões, e R$ 4,43 bilhões em caixa. Com isso, a empresa pretende ampliar a distribuição de dividendos referentes a 2012 em quase R$ 210 milhões, chegando a um total de R$ 743 milhões.

Artigos Relacionados
Leia mais em Todas as Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Veja também

Trabalhadores na Rede Conecta paralisam atividades em Teresina

Na manhã desta quarta-feira (17) os trabalhadores na empresa Rede Conecta, terceirizada da…