A Oi Nacional confirmou a primeirização de sua rede interna, o que significa o fim da terceirização deste setor, mas ainda não há uma data definida para a mudança.

          Esta primeirização da rede interna, representa um avanço significativo para os trabalhadores que passam a ter uma atenção diferente, mais focada na qualidade e nos resultados da empresa. Essa mudança, envolve mais de 5 mil trabalhadores em todo o Brasil, e é uma reivindicação antiga da FITTEL.

Até o final deste mês, a Oi deverá agendar uma reunião com a comissão de negociação da Fittel para acertar os detalhes de como deverá ocorrer esta migração (aproveitamento do pessoal, condições de migrações, prazos e homologações).

Ao primarizar, a OI acerta e corrige um grave erro do passado quando abriu mão do necessário controle e gestão dos processos de operação e manutenção de suas centrais de comutação e transmissão.

 

Artigos Relacionados
Leia mais em Todas as Notícias

3 Comentários

  1. PAULO

    28 de janeiro de 2013 em 15:55

    so uma informação, o que o sindicato vai fazer com relaçao aos carros agregados, que pagamos com o dinheiro do aluguel e faltam 3 anos pra pagar.

    Reply

  2. Ricardo Domingues Ferreira

    4 de fevereiro de 2013 em 07:05

    Olá, Bom Dia.

    Após a demissão do presidente da Oi essa mudança irá mesmo ocorrer?

    Há alguma data definida para a mudança?

    Abraços.

    Reply

  3. Verdade

    26 de fevereiro de 2013 em 13:35

    Tipico comentário de Sindicato, sempre fazendo barulho, e só isso.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Trabalhadores na Rede Conecta paralisam atividades em Teresina

Na manhã desta quarta-feira (17) os trabalhadores na empresa Rede Conecta, terceirizada da…