Segurados do INSS que atuaram em atividades insalubres (prejudiciais à saúde) antes de 1980 ganharam um aliado na busca do direito à conversão do tempo especial em comum, para se aposentar. Um parecer entregue ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) pelo subprocurador-geral da República, José Bonifácio de Andrada, reforça o entendimento e beneficia quem trabalhou nessas condições adversas, ainda que por pouco tempo. Assim, esse segurado tem a possibilidade de antecipar a aposentadoria comum ou aumentar o valor do benefício.

— O parecer ratifica a lei em vigor. A grande vantagem é que, ao ser convertido para comum, o período especial de trabalho tem acréscimo de 40% na contagem do tempo — explicou Gustavo Torres, advogado previdenciário do Grupo Pinelli e Mattar. Um trabalhador que atuou por dez meses em atividade especial, por exemplo, quando pedir sua aposentadoria, terá esses dez meses reconhecidos como se fossem 14 meses em atividadecomum.

Artigos Relacionados
Leia mais em Todas as Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Veja também

Trabalhadores na Rede Conecta paralisam atividades em Teresina

Na manhã desta quarta-feira (17) os trabalhadores na empresa Rede Conecta, terceirizada da…