Apesar da determinação da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) para que a empresa telefônica Oi fizesse com que os orelhões completassem ligações gratuitamente, isso não foi possível em Teresina. O Blog do Efrém testou 10 orelhões em 9 bairros e no centro da cidade, e em nenhum deles foi possível fazer a ligação gratuita. Em seis, o número para o qual foi discado atendeu, mas a ligação foi cortada imediatamente após o interlocutor dizer “alô”, enquanto em quatro aparelhos as ligações não chegaram ser completadas.

No orelhão do Troca-troca, ponto turístico de Teresina onde as pessoas fazem escambo de geladeiras, freezer, bicicletas, capacetes e outros objetos, a ligação para telefone fixo também não foi completada. Em nenhum dos 10 orelhões, foi possível fazer ligações telefônicas gratuitas para telefone celular. As ligações foram interrompidas depois que foram discados os dois primeiros números do telefone celular. Nos bairros e no centro as pessoas não conseguiram telefonar gratuitamente, apesar de tentarem.

O açougueiro Paulo Henrique Araújo disse que ficou de 14 horas até ás 15 em frente a um orelhão da Avenida Centenário, no bairro Itaperú, e nenhuma das pessoas que tentaram telefonar gratuitamente conseguiram. “As pessoas tentaram, não conseguiram e foram embora”, disse Paulo Henrique.

O comerciante Sebastião Bezerra, que tem um orelhão na frente de sua mercearia no bairro Mafrense, zona norte de Teresina, disse que muitas pessoas tentara telefonar gratuitamente e não conseguiram durante a manhã e à tarde desta quarta feira. “Ninguém conseguiu telefonar de graça, e até para ligar a cobrar precisava ter cartão telefônico.”, declarou Sebastião Bezerra, adiantando e que não vende mais cartões telefônicos em seu estabelecimento por que o distribuidor da Oi não faz mais a entrega depois que as companhias de telefonia móvel passaram a oferecer várias promoções, barateando o custo da ligação telefônica para celular.

O pedreiro Rafael da Silva tentou telefonar na tarde de quarta-feira do telefone público do aeroporto de Teresina Petrônio Portella para sua filha na cidade de Presidente Dutra (MA), mas não conseguiu completar a ligação interurbana nem gratuitamente nem usando cartão telefônico: “Não consegui telefonar gratuitamente, muito menos com o cartão telefônico. Eu consigo discar, mas a ligação não completa, parece que querem mesmo acabar com os telefones públicos” declarou Rafael da Silva, que viajou de Teresina para Brasília.

O Blog do Efrém testou no aeroporto de Teresina, no Troca-troca e no orelhão do terminal rodoviário de Teresina Lucídio Portella fazer ligações gratuitas locais, nacionais e internacionais gratuitamente, sem sucesso.

 

Fonte: Blog do Efrém (meionorte.com)

Artigos Relacionados
Leia mais em Todas as Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Veja também

Trabalhadores na Rede Conecta paralisam atividades em Teresina

Na manhã desta quarta-feira (17) os trabalhadores na empresa Rede Conecta, terceirizada da…