A CUT Nacional, em parceria com a CUT PI e com o Fórum Nacional de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil -FNPETI, lança nesta terça-feira (3), às 18 horas, em Teresina – PI, a Campanha Nacional de Erradicação do Trabalho Infantil por meio de cartilha e cartaz com o tema “Lugar de criança é na escola. Diga não ao trabalho infantil”.

A Campanha Nacional pela Erradicação do Trabalho Infantil é mais uma contribuição da Central Única dos Trabalhadores ao debate sobre o trabalho infantil no Brasil, visando à reflexão dos trabalhadores e trabalhadoras e da sociedade em geral no sentido da mobilização social para o desenvolvimento de ações de erradicação de tal prática.

Expedito Solaney, secretário Nacional de Políticas Sociais da CUT avalia que “a questão do trabalho infantil é tema que ocupa cada vez mais a agenda nacional e internacional exigindo do movimento sindical uma reflexão cuidadosa com relação às suas consequências e às estratégias sindicais para o seu combate”.

O movimento sindical cutista, através de sua Secretaria Nacional de Políticas Sociais, ao centrar sua atuação no combate ao trabalho infantil, vem reforçando a luta dos movimentos sociais populares, dos conselhos de direitos e dos conselhos tutelares, dos fóruns de defesa dos direitos da criança e do adolescente e dos organismos públicos nacionais e multilaterais, visando ao cumprimento dos direitos estabelecidos nas legislações.

O Brasil, ainda que esteja reduzindo, possui uma das maiores taxas de exploração do trabalho infantil. Dados de 2009 da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) indicam que, no Brasil, 4,2 milhões de crianças e adolescentes brasileiros estão em situação de trabalho.

A CUT conclama os trabalhadores e a sociedade brasileira a persistirem na luta pelo fim do trabalho precoce, pois lugar de criança é na escola: não ao trabalho infantil. O evento será realizado no Sindicato dos Bancários, na Rua Gabriel Ferreira, 740 – Centro – Teresina/PI.

Artigos Relacionados
Leia mais em DESTAQUES

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Veja também

MP da liberdade econômica traz impacto para a inovação tecnológica

A Medida Provisória 881, de 2019, da liberdade econômica, traz em seus artigos um con…