Escrito por: Webergton Sudário da Silva (Corumbá), secretário de Imprensa e Comunicação da Conticom/CUT

O comportamento golpista dos grandes meios de comunicação (jornais, rádios e TV) contra os avanços sociais protagonizados pelos governos Lula / Dilma, evidenciam o que são: instrumentos de dominação do capital, convertidos cada vez mais no verdadeiro partido da direita.

De posse de um imenso aparato, a grande mídia privada acaba pautando o que é ou não noticia, tentando manipular e direcionar as ações de governos e parlamentos para que correspondam aos seus mesquinhos interesses mercantis.

Além de ter presente esta dimensão ideológica da disputa pelos corações e mentes, é cada vez mais essencial que a militância sindical saiba comunicar.  É a informação que transforma, que dá o norte, que questiona e estimula ir à luta. Desinformada, a base fica apática, torna-se presa fácil da demagogia, da alienação e do divisionismo, fazendo o jogo dos nossos inimigos de classe.

Quando nossos dirigentes dão entrevistas para os grandes meios de comunicação privados, na grande maioria das vezes têm como resultado matérias completamente desvirtuadas, quando não totalmente esvaziadas, reduzidas a duas ou três linhas ou a poucos segundos de entrevista.

Para furar este bloqueio político e econômico, nossas entidades têm se empenhado em gerar constantemente informações, divulgando nos mais variados meios à disposição, como boletins, programas de rádio, páginas na internet, jornal do sindicato, etc., Porém, por maior que seja o esforço, tais informações não conseguem ir muito além das nossas regiões, atingindo um público reduzido, deixando de repercutir numa proporção que contribua mais decisivamente com o processo de organização e mobilização de outros locais.

Com o objetivo de sanar estas dificuldades e potencializar a construção de redes que dinamizem e impulsionem a comunicação para a disputa de hegemonia, estamos organizando para os dias 8 e 9 de maio, com o decisivo apoio da Secretaria Nacional de Comunicação (Secom) da CUT o Seminário de Comunicação da Conticom/CUT. A atividade, além de nos fortalecer política e ideologicamente para a batalha, também vai aprimorar a nossa formação técnica, com oficinas didáticas, que popularizem o uso das novas tecnologias e tornem a comunicação sindical cada vez mais ágil e objetiva.

A batalha da comunicação é a batalha do presente e do futuro. A construção está fazendo a sua parte.

Artigos Relacionados
Leia mais em Todas as Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Veja também

Trabalhadores na Rede Conecta paralisam atividades em Teresina

Na manhã desta quarta-feira (17) os trabalhadores na empresa Rede Conecta, terceirizada da…